Alergia – Poema/Jazz

Então Eu queria te dizer Que todas as vezes que pensei em você Foram em vão   Eu fui calmo, atento, mas por dentro eu me enganava e também te iludia Com propostas indecentes durante a luz do dia Eu não me importava com nada   Um tormento que me tocava os pés durante a…

O andar que não existia

Ela morava no prédio E o seu andar não existia O elevador andava de lado Ela era feia e muito linda Era também vegetariana Mas só quando fumava Ou bebia. Transitava pela viela Com pressa e sentava às escuras no único Ponto de luz da cidade. Queria sentar, sair, sumir! Mas tudo que fazia Não…

Ilesa

Não é só sexo É o cheiro É o batimento acelerado do primeiro beijo Beijo cheio de paixão, intenso A mão boba As descobertas, o olhar O proibido O inesperado E o sexo… Muito sexo É como se eu fosse uma velha, presa num corpo jovem A Juventude é algo que só se sente falta Quando…

A primeira vez que vendi meu corpo.

Foi aluguel na verdade. Não foi a última, mas foi a mais marcante. No começo a gente não entende bem, acha que é algum privilégio e que vai ter prazer. Não há prazer Mas te ensina sobre limites Até que ponto eu consigo seguir firme? Por ‘firme’, quero dizer ‘duro’ O cuspe, o escárnio, as…

Durante a Caminhada – Poema

Aos poucos Ia apagando da minha memória Cada passo dado voltando da sua casa Na primeira vez que a tive perto E mais nada. O vento batia gelado Numa noite de neblina intensa O choro secava Antes mesmo de virar lágrima. Cada passo pesado daquela caminhada Me fez mais homem do que na infância Enquanto…

Pedro e o Galo – Poema – Dia das crianças.

  Anoitecia no bairro em que Pedro morava. Os cachorros latiam e o galo cantava. — Vó, por que esse galo canta a noite? — Pedro perguntava — É porque ele veio do Japão. E lá, agora, não é de noite não. — E como ele veio pra cá? — Pedro perguntou — De barco…