Laura – Conto

Eu vinha completamente intoxicado de um namoro relâmpago que durou menos que um reality show e que só tinha acontecido por eu ser turrão. Quando terminou, quase como uma sessão de descarrego eu sentei na minha cama e disse pra mim mesmo: – Chega. Chega de namorar só por namorar. Agora você vai aprender a…

Desfeita – Poema

Da cabra moura de quem eu havia lhe falado diz-se que dela não sobrou pedaço foi deixando cada tiquinho por onde passava largava um pouco onde andava um passo numa loja de flores dos subúrbios de Paris ficaram os olhos cor de cachaça do alambique de Moinhos embriagando-se entre os gerânios Em San Pedro da…

Melodia de Embalo (parte II) – Crônica

Virei o rosto para ver o contorno dos seus cabelos encaracolados e desgrenhados escapando pelos ombros. Olhei mais uma vez para conferir a hora e me levantei quase que flutuando, sentindo meu corpo desencostar milímetro a milímetro do lençol. Comecei minha vida como se ele não estivesse ali, mas pensando em toda a trama que,…

Melodia de Embalo (parte I) – Crônica

Amanheci três horas depois de ir dormir, de um sono profundo mas inquieto. Não me mexi para não acordá-lo, mas suspirei profundamente e ele se mexeu. Na noite anterior, quando nos conhecemos, havíamos passado horas conversando enquanto eu me repousava em seu peito liso e embaraçava minhas pernas nas suas. Ele me contava da sua…

Ancorado – Poema

Se busca âncora o motivo para voltar a memória com textura o riso da recordação procuram-se razões endereço de postais a foto na cortiça a pausa do café o encontro no banco da praça o bilhete borrado de lágrimas a virada de pescoço e esse cordão entre meu umbigo e o mundo o eixo entre…

Não romance – Conto

Alice pensava em Pedro em todas as horas do dia. Quando acordava, Alice pegava o celular com uma ponta de esperança frágil que se quebrava ao constatar que o sinal vermelho indicava apenas uma mensagem de sua mãe. Se levantava, escovava os dentes e pensava em Pedro ao seu lado. Pensava em como seria se…