Meu nome é Roberto

Eu lembro da primeira vez que eu menti o meu nome. Cara… Fingir ser outra pessoa é engraçado. Dá um nervoso no começo. Parece que tá todo mundo te olhando e tal. “seu nome, senhor?” perguntou a menina do Burger King. “Roberto”. Foi aí que começou. Todo lugar que eu ia eu era Roberto. A…

Manu (2008) – Conto

Depois da aula, a minha primeira, uma semana depois da semana de trotes, encontrei uma menina da minha turma olhando lá pra baixo, para o jardim. — Oi. — Oi — ela respondeu se virando pra mim. — Dizem que é perigoso ficar olhando praí. — Sério? Por que? — O jardim puxa quem olha…

Dormente Selvagem – Conto

série “Selvagem”: Liguei avisando que não iria trabalhar. Não disfarcei a voz. Apenas disse que não iria para a coordenadora do ensino fundamental. Dormi de novo. Acordei às 16h. Levantei e tomei banho. Banho rápido, só para tirar o mal cheiro na nuca. Suava muito durante a noite, especialmente em dias quentes, como tem sido…

Garoto Selvagem – Conto

Série Selvagem: Emulei a tristeza com uma lista bem pra baixo no computador. A noite seria longa, corrigindo os testes do fim do primeiro semestre. Comecei com Here, da Alessia Cara.  Gostei do que escreveu um dos alunos, o quieto Felipe, que tinha olhos assustadores. Era a única pessoa que me olhava nos olhos enquanto…

Adeus Nonino e a celebração da morte – Crônica

(english below) Queria falar sobre duas coisas: A primeira aconteceu em Agosto, quando estive em Bruxelas para visitar uma amiga dessas que são irmãs da alma. Como ela estava trabalhando eu passava o dia dando voltas despretensiosas pela cidade, sem a correria natural de quem estava fazendo turismo. Eu já estive em Bruxelas antes e…