DESPERDÍCIO (ANITA) – Poema

Chega… Não quero mais imaginar. Quero sentir; Tirar a prova; Olhar no olho; Sussurrar; Sentir a respiração. Quero te comer; Comer com os olhos; Comer com a boca; Me lambuzar. Não quero mais usar a mente. Quero minha mão no seu corpo; A sua mão no meu; Minha boca na sua; Minha língua no seu….