Ilesa

Não é só sexo É o cheiro É o batimento acelerado do primeiro beijo Beijo cheio de paixão, intenso A mão boba As descobertas, o olhar O proibido O inesperado E o sexo… Muito sexo É como se eu fosse uma velha, presa num corpo jovem A Juventude é algo que só se sente falta Quando…

Tela em branco (Anita) – Poema

Ainda bem que eu conheci Vi os pontos em comum Ainda bem que eu mandei O primeiro texto A primeira foto E mais que pontos Vi os sentimentos As Intenções Inspirações Poucas pessoas são assim São como uma tela em branco Deixa quem quiser Quem chegar Se aproximar Pintar E como que num só banho…

Coração de mãe (ANITA) – Poema

Percebi que tenho vários homens na minha vida Pertenço à todos eles Mas não sou de nenhum E tirando o de três anos, nenhum deles soube o quanto os amei Talvez por medo Talvez por egoísmo Talvez pela distância Dos quilômetros Da ignorância Talvez agora o que morreu, saiba, sinta O quanto o amei Quem…

Maldade (ANITA) – Poema

Que vontade De sentir outro cheiro Eu sinto outro cheiro Às vezes, bem perto Às vezes, tão perto que gruda na pele Mas não passa do cheiro Que vontade de sentir outro toque Eu sinto outro toque Às vezes, bem perto Às vezes, tão perto que me puxa com força entre suas pernas Mas não…

Relação Perfeita (ANITA) – Poema

Como eu fui deixar me envolver por você? Sentir saudades de algo que eu nem tive Do cheiro que eu não conheço Do gosto que eu nunca senti Como sentir saudades de algo que nunca se teve? De alguém que não se conhece? Eu não tenho lembranças com você e, então, como é possível sentir…

Duas Idades (ANITA) – Poema

Hoje me pego em duas idades. Me sinto quente, cheia de energia, prazer e vontade. Novinha inconsequente, apaixonada. Não só por você. Apaixonada por tudo que me faz bem, inclusive por mim. Que se faz de boba, que se sente boba. Com vontade de aproveitar do corpo que ainda tem, que é macio, feminino, ardente….