Seu filho da puta

Vou explicar: eu tento ser amigável com as pessoas, mas como estou em um ambiente rodeado por nerds, muitos deles, socialmente incapazes, confundem simpatia com interesse afetivo e começam a se comportar da maneira mais asquerosa possível. Então essa é uma carta aberta: Seu filho da puta. Eu te odeio, seu filho da puta. Eu…

Uma noite e 8 anos

Uma noite: Eu, Maria, Martina e Sofia estávamos sentadas no lobby de um hostel na Cockburn street, próximo ao centro de Edimburgo. Havia sido um dia de inverno típico à ilha britânica: nublado, ameaça de chuva, não chove, abre o sol, nubla de novo e duas horas depois que amanheceu escureceu porque inverno é assim…

Laura – Conto

Eu vinha completamente intoxicado de um namoro relâmpago que durou menos que um reality show e que só tinha acontecido por eu ser turrão. Quando terminou, quase como uma sessão de descarrego eu sentei na minha cama e disse pra mim mesmo: – Chega. Chega de namorar só por namorar. Agora você vai aprender a…

Desfeita – Poema

Da cabra moura de quem eu havia lhe falado diz-se que dela não sobrou pedaço foi deixando cada tiquinho por onde passava largava um pouco onde andava um passo numa loja de flores dos subúrbios de Paris ficaram os olhos cor de cachaça do alambique de Moinhos embriagando-se entre os gerânios Em San Pedro da…

Words that should not have been invented (Lucio) – Miniconto

She leaned towards my left ear, while riding me wildly. She said she loved my dick. I’m not into one night stands, but with her it felt like we’d met already. I was raised by a religious family and never ever talk dirty, so I said, trembling my voice: – I love your vagina. She…

Sutileza

Na sutileza da sua memória na minha memória eu mudei meus passos mudei a minha língua pra uma outra língua dos seus sorrisos troquei os meus lápis pra outro grafite pra te esboçar segui outra bossa refiz o seu traço como se fosse o meu Eu mudei pra mais longe de mim e você pra…