Bandeira

Estou no centro de São Paulo
Cercado por assassinos.
Atrás de mim, Borba Gato
Lá na frente, Raposo Tavares
Do meu lado, Bandeirantes
E por todos os lados, Anhanguera

Estou no centro de São Paulo
E o único negro que vejo na 9 de Julho
Está sentado no chão de cabeça baixa
Do lado de uma viatura
E de um homem fardado
Com sua identidade na mão

Estou no centro de São Vicente
E vejo bandeiras
Vejo caça
Vejo presa
Presa
Mesmo que solta

Amanhã vou pra Minas
Sem minério
E pegarei
A Fernão Dias
Sem olhar para o que há em volta.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s