Pedro e o Galo – Poema – Dia das crianças.

 

Anoitecia no bairro em que Pedro morava.

Os cachorros latiam e o galo cantava.

— Vó, por que esse galo canta a noite? — Pedro perguntava

— É porque ele veio do Japão.

E lá, agora, não é de noite não.

— E como ele veio pra cá? — Pedro perguntou

— De barco — Respondeu a vó — Ele remou.

— Lá no Japão, todo mundo tem despertador

E o galo ficou triste, porque dele ninguém mais precisou

 

Ele então decidiu

Que iria embora de lá e veio para o Brasil

Passou pela Índia, Madagascar, Guiné-Bissau

Parou em Portugal, para comer bacalhau

 

— Mas vó? — Perguntou pedro — e a galinha?

— A galinha ficou. Japonês adora ovo.

Comem no almoço, no lanche e na janta de novo.

Mas ele não vai ficar sozinho não

Já viu quantas galinhas têm no quintal do seu João?

Já, Vó — Respondeu Pedro — Teve uma até que bicou meu dedo

A gente deveria avisar o galo

Que o relógio dele tá errado.

Vamos lá?

— Não pedro. Tá tarde, a sua mãe falou que já é hora de se deitar

— Mas amanhã de manhã ele vai estar dormindo.

— Ih, Pedro, é verdade. Então vamos passar lá quando da escola estivermos saindo.

E o pedro avisou pro senhor galo

Que seu relógio estava errado

Então, no dia seguinte, pela manhã

O senhor galo começou a cantar

Acordando Pedro, a mãe, a vó e sua irmã.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s