Vontade – Poema

Que vontade de te chamar pra deitar na minha cama e te mostrar um bom trecho de livro qualquer.

Que vontade de passar meu dedo de leve nas suas costas e subir até a nuca.

Que vontade de guardar seus fios rebeldes atrás de sua orelha enquanto te olho com os olhos atentos às frases que te fazem se conectar a mim.

Que vontade de descer lentamente o dedo até sua cintura e por lá ficar.

Que vontade de colar em você e juntar minha bochecha a sua tentando sincronizar as palavras, o ritmo e as batidas do coração.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s