vale a pena chorar por tudo isso à noite? – Crônica

não consegui me conter. sempre chorei sem medo. cresci sem pai, sem mãe, sem zelo e tem sempre um filho da puta achando que eu quero colo. foi foda ser a mulher que fui sem poder me expressar. foi foda ser a amadora no meio profissional, mesmo sabendo mais que todos eles. por que será que eu choro tão facilmente se tenho que abaixar minha cabeça todos os dias enquanto os escuto? deveria ter aprendido até aqui que não adianta demonstrar insatisfação; sabe… queria ser como muitas outras, que conseguem dormir depois de passar pelo o que passo ou por pensar que alguém possa estar com uma imagem negativa de mim, seja culpa minha ou não. simplesmente não consigo. perco minhas noites com cândido portinari, bach, celso portiolli, demi lovato e o cacete. pela manhã torço para que minhas ideias sejam roubadas e botadas em prática. parece ser a única forma de deixar minha marca no mundo. eles pensam que não sei que só não são escrotos comigo por interesse. interesse intelectual, mas mal sabem eles que eu deixo… eu deixo e não choro a noite por isso. não mais por isso. parece que essa foi a primeira lição, a primeira rolha que tampou meus olhos de transparecerem minha tristeza com a minha existência. eu só quero dormir e, quem sabe um dia, ser aquela menina fria, calejada, sem sonhos, mas que ao menos dorme à noite.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s