SARAU – Poema

De sarau em sarau
Só parece existir um tipo de ser.
O padrão dos saraus
Poetas que não
Querem ouvir poesias
Além das suas.

Esperam ansiosos e aplaudem
Pensando no poema
Que recitarão em seguida.

Numa caixa
Com dezenas de livros
Nenhum recita outro poeta
Nenhum escolhe outros versos
Além dos seus

Poetas egoístas
Poetas sozinhos
Poetas de sarau
Que sabem escrever
Mas não ouvir.

Toda semana
Enchem o tanque da
Sua autoestima
Com aplausos falsos
De quem mal os ouviu.

Palavras sinceras
Que nascem de dentro
Pra fora
E se perdem no ar
Para sempre
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s