grávida de gêmeos – Crônica

Nós entramos num auditório cheio. haviam apenas dois lugares vazios, bem longe um do outro. umas quatro fileiras de distância. ela sentou à frente e eu fui pro fundo. Durante toda a palestra eu não conseguia parar de olhá-la e de vez em quando ela virava e dava um sorriso olhando pra mim. No final, saímos e nos encontramos no corredor do teatro. Ela me abraçou me jogando suavemente contra a parede e me beijou. correu a boca lentamente na direção do meu ouvido direito e sussurrou “tô grávida” e antes de cair a ficha ela completou “de gêmeos”. Naquele momento não houve um momento de racionalidade, chorei de felicidade e ela também, com um sorriso estampado na cara. “por que não falou antes?”, perguntei, com os olhos suados. Ela disse “eu sabia que você queria muito assistir a essa palestra”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s