O tinder e a física quântica. (Luciano Pinheiro)

Um flerte cibernético é um gato de schrodinger. A mina era aceitável para os padrões de transa e, ao mesmo tempo, mais pesada que o fóssil de um mamute selvagem a partir do momento que você a encontrava pessoalmente. Assim como a decepção de schrodinger ao encontrar um gatinho morto dentro da caixa, fiquei eu ao ter no banco do carona cerca de 90kg de carne humana. O prejuízo foi imediato 300 reais para refazer alinhamento/balanceamento e, até hoje, tenho a sensação da minha roda dianteira do lado do carona ter ficado meio oval. Não pensei duas vezes. Pedi pra ela dar uma olhada do lado de fora pra eu estacionar, meti a primeira e fui embora. Em seguida dei unmatch no tinder. Às vezes me sinto mal de tê-la deixado na rua, tão perto do pavão-pavãozinho (mas pensando bem. Não seria outra experiência do gato de shrodinger moderno?).

Luciano Pinheiro – os Mazzaropis

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s