Latex

Coisa bem rara é, sendo homem, ter uma amiga. Amiga mesmo, que você não comeria… Não, não é estragada. Pode-se conversar de coisas que conversaria com um amigo homem. Na sala lá de casa, um dia qualquer, sentados eu, Xuxinha e Mazzaropi, bebendo umas, falei pra ela:

“Boa noite, eu gostaria de informar que meu avô é índio, MEU AVÔ É Í N D I O, caboclo. E camisinha é uma ofensa. O látex é uma ofensa à humanidade. Camisinha NÃO SE USA! É pele na pele; é pelo no pelo. Se eu usar camisinha meu pau apodrece E CAI. É ÍNDIO NESSA PORRA! É SANGUE NEGRO, CARALHO!!!” sangria-da-seringueira-1

– “Caralho, vocês são malucos. Eu queria ter um pênis pra não ficar me preocupando com isso.” Xuxinha, claramente com inveja.

– “Maluco? O que você sugere? Transar apenas de camisinha até eu decidir namorar alguém? Não dá! Prefiro punheta, é mais sincero.”

– “Punheta é sincero”

– “O que é um ponto preto num mar branco?”

-“O QUE?”

– “Eu morando em Niterói”

– “Boa, boa…”

– “ Tive um deja cu agora…” – deja cu é a lembrança de ter tomado no cu em alguma situação que nunca ocorreu.

– “O QUE?”. Perguntamos.

– “piolho na macaca” completou Mazza.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s